SAÚDE: Você precisa saber quando comer arroz ou macarrão pode ser mortal

Matérias Oficiais(+10% Clicks) Yasmim 14/07/2021 Relatar Quero comentar

Arroz e macarrão são dois tipos de alimentos muito apreciados pelos brasileiros e em todo mundo. 

São alimentos com preços acessíveis e consumidos em grande escala pela população da maioria das países.

Cuidar para ter uma alimentação balanceada é muito importante e faz toda diferença para manter a saúde e a qualidade de vida. 

A sua dieta deve ser provedora de vitaminas e nutrientes para o melhor funcionamento do organismo e para que você tenha alta imunidade evitando vários tipos de doenças.

Porém, para que a comida que você ingere traga apenas benefícios para a sua saúde é preciso observar algumas regras importantes, como por exemplo, tempo e condições de armazenamento.

Embora o macarrão e o arroz pareça inofensivo, é preciso ressaltar que depois de serem preparados eles não devem ficar acondicionados por muito tempo, principalmente fora de embalagens herméticas e fora da refrigeração.

Isso porque os carboidratos são propícios para desenvolvimento da bactéria Bacillus Cereus, que pode ser mortal quando ingerida.

A bactéria Bacillus Cereus pode provocar um gravíssima intoxicação alimentar, como aconteceu em 2005 em um dos casos registrados pela “Journal of Clinical Microbiology”, quando cinco crianças da mesma família tiveram uma grave intoxicação alimentar causada pela bactéria Bacillus Cereus, após ingerirem salada de macarrão que havia sido preparada há quatro dias.

A salada de macarrão foi preparada em uma sexta-feira e as crianças jantaram e comeram o alimento na segunda-feira a noite, pouco depois passaram a vomitar e precisaram ser levados para um hospital, o filho mais novo da família não sobreviveu, outro ficou em estado grave com insuficiência hepática, mas sobreviveu os demais tiveram intoxicações menos graves e se recuperaram com mais facilidade. 

Outros casos já foram relatos por especialistas em medicina.

“É importante observar que B. cereus pode causar condições graves e fatais, como sepse”, explicou Anukriti Mathur, pesquisador de biotecnologia da Australian National University. 

Comentário do usuário