Polêmica: mães que querem abandonar os bebês agora já têm um lugar exclusivo para deixar os filhos

Matérias Oficiais(+10% Clicks) Yasmim 15/07/2021 Relatar Quero comentar

Olá a todos, sou a editora, Lisa, vamos nos encontrar de novo!

Muitas pessoas sabem que as crianças são os anjinhos de cada um de nós, mas sempre haverá algumas pessoas que acidentalmente conceberão um filho, e eles não querem criar esta criança, e até mesmo descartar a criança

Na Malásia não é crime a mãe abandonar seu filho, desde que a ele seja deixado em um “depositório de bebê”, sendo esse um local específico para receber a criança, só que isto tem causado grande polêmica.

Para Noraini Hashim, responsável pela fundação OrphanCare, o depositório de bebê é um local onde a criança terá garantia de que ficará viva, será bem tratada e encaminhada para um lar.

A OrphanCae quer mostrar às pessoas que há diferença entre abandonar um bebê em qualquer lugar e deixá-lo em um local próprio para receber quem está sendo rejeitado pelos pais.

Pelo que eu entendo, só na Malásia, dezenas de crianças já foram abandonadas este ano, uma média de 9 a cada mês. 

A grande maioria é encontrada morta porque são deixadas em locais onde não têm a menor chance de sobreviver, como em latas de lixo, esgotos e toaletes.

Esses locais não contam com câmera de segurança. Assim, a mãe se sente segura para abandonar o filho sem ter que se acertar com a Justiça depois. 

Entretanto, muitas vezes a criança acaba falecendo devido à falta de recursos.

Muitos acreditam que os “depositórios de bebês” incentiva o abandono infantil. 

A OrphanCare alega que é uma forma de salvar essas vidas, pois serão adotadas por famílias que darão todo apoio a elas.

Clique na segunda página para continuar navegando
Comentário do usuário
Você pode gostar