Fotos do corpo de Lázaro vazam e viralizam nas redes sociais, compartilhar este tipo de imagem é crime; confira

Matérias Oficiais(+10% Clicks) Yasmim 29/06/2021 Relatar Quero comentar

Lázaro Barbosa de Souza, de 32 anos, foi morto no início da manhã desta segunda-feira (28), após 20 dias de uma fuga repleta de mistérios.

Após matar quatro pessoas da mesma família no último dia 9 de junho, na zona rural da cidade de Ceilândia (DF), Lázaro iniciou sua fuga, ele se escondia na área de mata de dois municípios, Cocalzinho de Goiás e Águas Lindas de Goiás onde ele foi cercado nesta manhã.

A polícia recebeu uma denúncia de que Lázaro estava perto da casa da ex-sogra, ao fecharem o cerco o criminoso tentou fugir pela mata mais uma vez mas não obteve o sucesso que teve em várias outras ocasiões.

Segundo testemunhas Lázaro não quis se entregar e optou pelo confronto direto com a polícia, durante a intensa troca de tiros, o criminoso foi atingido com pelo menos 38 disparos, nenhum dos agentes de segurança foi atingido.

O corpo de Lázaro foi levado para um hospital localizado em Águas Lindas de Goiás, muitas pessoas se aglomeraram na porta da unidade de saúde e comemoravam a morte do criminoso.

Pouco depois, várias fotos do corpo de Lázaro começaram a circular nas redes sociais, vale ressaltar que compartilhar tais imagens é considerado crime de vilipêndio.

O vilipêndio de cadáveres é considerado crime contra o respeito aos mortos, previsto no artigo 212 do Código Penal Brasileiro.

O ato de vilipendiar cadáveres ou suas cinzas, pode ser punido entre um a três anos de reclusão e pagamento de multa. Lei nº 2.848 de 07 de Dezembro de 1940.

Comentário do usuário