Durante voo, médico suga 800ml de urina por um tubinho e salva a vida de um idoso

Matérias Oficiais(+10% Clicks) Yasmim 05/07/2021 Relatar Quero comentar

Um médico que leva a sério o dever de salvar a vida das pessoas percebeu que só havia um jeito de salvar a vida de um idoso durante um voo, e era um jeito bem nojento. 

Ele teve que sugar 800ml de urina da bexiga do idoso pra impedir que ela explodisse.

O voo da Southern Airways saiu de Guangzhou, na China, e tinha como destino a cidade de Nova Iorque, nos EUA. 

Ainda faltavam 6 horas para o destino, e não havia lugar algum pra fazer um pouso de emergência.

Começou quando o idoso começou a suar frio e reclamar de que, embora precisasse, não conseguia urinar. 

Então os funcionários da companhia pediram no alto-falante a ajuda de qualquer um que tivesse algum conhecimento médico.

Eis que o Dr. Zhang Hong estava no voo, e ele não era qualquer um. É o chefe do setor de cirurgia vascular no Hospital da Universidade de Jinan. 

Ele foi a um local reservado com membros da equipe da empresa e claro, com o idoso. O médico teve que fazer um diagnóstico rápido. 

Notou que o abdome dele estava inchado, e que ele tinha febre. Notou também que o idoso não conseguia ficar sentado.

Consultando a família do idoso, que também estava no voo, ele descobriu um histórico de inchaço na próstata. 

Dr. Zhang começou a ligar os pontos, e suspeitou de uma retenção urinária, quando a bexiga não consegue mandar a urina pra onde ela deve ir.

Se não agisse logo, a bexiga explodiria e ele morreria. 

Então Zhang, em uma mistura de Dr. House e McGiver, pegou um catéter, um tubinho, uma seringa, uma fita, um canudinho de bebida láctea infantil e uma garrafa.

Inicialmente ele tentou uma opção menos nojenta: colocar não a boca, mas a seringa do outro lado do tubinho pra tentar extrair a urina retida. 

Porém, ele descobriu que a agulha era muito fina pra conseguir dar a pressão de sucção necessária. Dr. Zhang respirou fundo ao perceber o que teria que fazer.

"Não tinha outro jeito. Eu nem pensei muito nisso. Eu só queria ajudá-lo. Salvar vidas é o instinto de um médico", disse ele após o feito heroico, onde encheu as bochechas com 800ml de urina, e depois, cuspia na garrafa. 

O idoso ficou bem. Ele se tornou um herói. Só não sei se ele vai contar essa história nos almoços de família.

Comentário do usuário
Você pode gostar