“Pode ocorrer o óbito”: empresária de Claudia Rodrigues explica procedimento de altíssimo risco na atriz

Matérias Oficiais(+10% Clicks) Yasmim 16/07/2021 Relatar Quero comentar

A empresária da atriz e humorista Cláudia Rodrigues postou um vídeo no perfil oficial da atriz fazendo um comunicado do quadro de saúde de Cláudia Rodrigues e gerou preocupação nos fãs e admiradores da humorista.

No post, ela desabafou sobre as constantes lutas que a artista vem enfrentando contra a doença que descobriu no início dos anos 2000 e também pela espera da vacina contra a doença da pandemia que ela possa usar sem risco.

Segundo a empresária, a estratégia inicial proposta pela equipe médica seria pela suspensão do tratamento contra a esclerose múltipla para que Cláudia Rodrigues possa receber a vacina.

O procedimento é de elevado risco e, segundo a empresária, haveria chances reais de ocorrer o óbito da querida atriz.

A situação está sendo discutida já que não há estudos que mostram quais são as possíveis interações entre o imunizante e os medicamentos utilizados para o tratamento.

“Ela não poderia tomar a medicação no meio, porque a gente não sabe os efeitos, poderia até ocorrer o óbito”, contou a empresária, causando temor nos internautas.

A estratégia, porém, poderia causar um sério risco de agravar o quadro de esclerose múltipla de Claudia Rodrigues, o que também culminaria no óbito. 

Cláudia tomou a primeira dose. A medicação para esclerose múltipla foi suspensa para tomar a vacina“O que ela tá tendo é um aviso de um possível surto”. 

Segundo Adriane, o surto pode ter “consequências trágicas” e, por isso, foi decidido que ela receberá uma aplicação da medicação mesmo com risco de ter uma reação, que pode inclusive levar à morte.

No mesmo post, a empresária demonstrou revolta pela maneira como as vacinas estão sendo administradas no país. 

Isso porque na bula da Pfizer é recomendado um intervalo de 21 dias entre dose e outra, enquanto a estratégia está sendo com intervalo de três meses. 

“Se tivessem escolhido três semanas, ela já tava imunizada e não tava passando por nada disso”, lamentou.

Comentário do usuário
Você pode gostar